Estimativa de recarga das águas subterrâneas no sistema aquífero Serra Geral no Estado do Paraná, Brasil

Vinícius Menezes Borges, Fernando Mainardi Fan, Pedro Antônio Roehe Reginato, Gustavo Barbosa Athayde

Resumo


Este trabalho apresenta um estudo da recarga no Sistema Aquífero Serra Geral (SASG) no Paraná. A estimativa foi realizada através da separação do escoamento de base utilizando o Filtro de Eckhardt. Três métodos diferentes foram utilizados para calcular o parâmetro BFImax: Filtro Inverso, Razão Q90/Q50 e ponderação dos valores pré-definidos por Eckhardt, cujos valores obtidos e comparados para cada bacia que abrange o SASG no Paraná. Os valores de recarga obtidos variaram de 156,89 mm/ano a 489 mm/ano, com médias calculadas por Filtro Inverso, Razão Q90/Q50 e Eckhardt Ponderado foram de 355,59 mm/ano, 352,08 mm/ano e 293,81 mm/ano, respectivamente. Os resultados de BFImax sugerem que os valores pré-definidos por Eckhardt para aquíferos fraturados subestimam a recarga em aquíferos vulcânicos. Os valores das taxas de recarga obtidos apresentaram correlação com valores de declividade e tipo de solo na bacia, entretanto, não apresentaram relação com o tipo aquífero (sedimentar ou fraturado). As taxas mais altas foram identificadas em regiões de menor declividade e com ocorrência de latossolo. Estes resultados podem contribuir para uma gestão adequada das águas subterrâneas no Paraná, entretanto, novos estudos são necessários para a validação.

Palavras-chave


Recarga. Separação do escoamento de base. Filtro de Eckhardt.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/ras.v31i4.28872

_____________________________________________________________________

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes. Os artigos aceitos e finalizados são publicados em forma contínua e organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um. 

A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.

A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação. 


DISCLAIMER: Os suplementos de anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais. Além disso, por serem anais de eventos, não é necessária e não será apresentada a numeração de páginas. Devem ser citados como anais de eventos somente, sem referência a este periódico.

 

 
É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.
 
ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
eISSN 2179-9784 (eletrônico)
ISSN 0101-7004 (impresso)

Filiada:
 

Licença Creative Commons
Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.


Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.