Correções empíricas para o aprimoramento da classificação de cober-turas impermeáveis empregando imagens de satélite de média resolu-ção

Elias Hideo Teramoto, Hung Kiang Chang, Roger Dias Gonçalves, Guilherme Emídio Horta Nogueira

Resumo


 

A classificação da cobertura impermeável de aquíferos rasos e não confinados torna-se fundamental para fins de gerenciamento de recursos hídricos e modelos matemáticos, tendo em vista que esta interfere diretamente no volume de água que infiltra no solo e recarrega o aquífero. Embora as imagens dos satélites Landsat sejam amplamente empregadas para fins de classificação do terreno, tais imagens não se mostram adequadas para classificação por pixel em paisagens urbanas em função de sua resolução (30 m). Para contornar esta limitação, um método de correção foi proposto utilizando-se de imagens vetorizadas e classificadas manualmente, extraídas do Google Earth. Com base na metodologia proposta, foi possível estabelecer uma relação empírica que permitiu um cálculo mais realista da cobertura impermeável do terreno a partir da classificação por pixel que gerou erros significativos em regiões urbanas e utilizadas para calcular o grau de impermeabilização do Aquífero Rio Claro no município de Rio Claro/SP. Nas áreas com elevada taxa de impermeabilização, as variações do nível d’água (NA) mostraram um padrão diferenciado das regiões isentas de impermeabilização, indicando a ausência de recarga no centro urbano de Rio Claro/SP. Este trabalho apresenta uma alternativa para aprimorar a classificação de áreas impermeabilizadas com imagens de satélite com média resolução da superfície que recobre aquíferos rasos com o intuito de se quantificar os impactos na recarga natural destes aquíferos, isentando-se da necessidade de se empregar imagens com elevada resolução.


Palavras-chave


Landsat 8. Coberturas impermeabilizadas. Sensoriamento remoto. Aquífero Rio Claro

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/ras.v29i1.27933

_____________________________________________________________________

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes. Os artigos aceitos e finalizados são publicados em forma contínua e organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um. 

A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.

A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação. 


DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

  

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.
 

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
eISSN 2179-9784 (eletrônico)
ISSN 0101-7004 (impresso)

Filiada:
 

Licença Creative Commons
Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.


Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.