COMPARAÇÃO ENTRE FERRAMENTAS DE AMOSTRAGEM DE SOLO “DIRECT PUSH” EM INVESTIGAÇÕES GEOAMBIENTAIS DE ÁREAS CONTAMINADAS

Marcos Tanaka Riyis, Heraldo Luiz Giacheti, Rafael Muraro Derrite, Mauro Tanaka Riyis

Resumo


A metodologia de amostragem de solo por cravação contínua, ou Direct Push (DP) é a
técnica de coleta de solo em subsuperfície recomendada para investigação de áreas
contaminadas. A modalidade de DP mais utilizada no Brasil é a do tubo único, ou Single
Tube, que apresenta limitações. A amostra coletada através dela muitas vezes não é
representativa, especialmente em situações com solos saturados, arenosos ou com argila
plástica. Uma alternativa para essas situações é a utilização do Piston Sampler, que
consiste em entrar com o amostrador fechado até o ponto em que se pretende coletar as
amostras para só então abri-lo e permitir a entrada de solo. O presente trabalho mostra a
comparação entre amostras coletadas pelas duas modalidades. Foram realizadas
amostragens de solo Single Tube em 30 pontos e Piston Sampler em 22 pontos,
distribuídos em três áreas: Bauru (solo saturado variando entre silte e areia média),
Cubatão (solo arenoso saturado) e Sorocaba (solo argiloso plástico). Houve problemas de
representatividade nas amostras Single Tube, e impossibilidade de recuperá-las, mesmo
em profundidades rasas. Tais problemas não ocorreram com as amostragens Piston
Sampler, indicando ser uma técnica interessante para coleta de amostras de solo
representativas.


Texto completo:

PDF


_____________________________________________________________________

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.

A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação. 

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.
 
ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
eISSN 2179-9784 (eletrônico)
ISSN 0101-7004 (impresso)

Filiada:
 

Licença Creative Commons
Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.


Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.