Correlação Espacial do Alto Teor de Ferro na Água Subterrânea dos Aquíferos Sedimentar e Metassedimentar do Estado da Bahia e os atributos, Clima, Pluviometria e Litologia

Publicado
2020-09-18
Palavras-chave: Groundwater, State of Bahia, High iron content, Climate, Rainfall, Lithology. Água subterrânea, Estado da Bahia, Alta Concentração de Ferro, Clima, Pluviometria, Litologia.

Resumo

Este artigo apresenta uma correlação espacial dos altos teores de ferro na água subterrânea dos aquíferos sedimentar e metassedimentar do Estado da Bahia e os atributos, clima, pluviosidade e litologia, para os poços perfurados entre 2003-2013 com vazão de teste ≥ 1m³/h. No domínio das rochas sedimentares, de 494 amostras, 152 (30,8%) apresentaram alto teor de ferro, enquanto no domínio das rochas metassedimentares, de 675 amostras, apresentaram alto teor de ferro um total de 227 (33,6%). Teores elevados de ferro limitam o uso da água subterrânea para consumo humano, principalmente nas regiões onde não há condições econômicas de efetuar, permanentemente, o tratamento para a remoção do ferro. Por isso, o entendimento de como o ferro está espacializado nesses aquíferos, e sua correlação com os atributos, clima, pluviometria e litologia é útil para a melhor prospecção deste recurso. Os resultados obtidos nos aquíferos sedimentares mostram que quanto maior a faixa pluviométrica e predomínio do clima úmido, e úmido à subúmido, verifica-se maior percentual de poços com alto teor de ferro. Nos metassedimentos, com ocorrência de clima subúmido à seco, e semiárido, e médias de pluviosidade por porção do domínio razoavelmente próximas, a presença de rochas produtoras de ferro melhor explicaram os maiores percentuais de poços com ferro alto.

Como Citar
Carmo, J. C. C. do, & Oliveira, I. B. de. (2020). Correlação Espacial do Alto Teor de Ferro na Água Subterrânea dos Aquíferos Sedimentar e Metassedimentar do Estado da Bahia e os atributos, Clima, Pluviometria e Litologia. Águas Subterrâneas, 34(3). https://doi.org/10.14295/ras.v34i3.29943