Comparação da abordagem de modelagem inversa e métodos tradicionais para estimar as propriedades hidráulicas insaturadas em solo franco arenoso

Palavras-chave: Tension disk infiltrometer. Inverse solution. Soil water retention curve. Hydrus 2D/3D. Infiltrômetro de disco. Solução inversa. Curvas de Retenção. Hydrus 2D/3D.

Resumo

O objetivo deste trabalho é comparar o uso da solução inversa na estimativa das propriedades hidráulicas do solo com a análise tradicional de dados por infiltrômetro de disco de tensão (IDT), dados de retenção em campo e funções de pedotransferência (FPTs) comumente usadas. Os dados de campo foram coletados em uma parcela experimental localizada em Bahía Blanca, Argentina. A infiltração no campo sob condições saturadas foi medida pelo método do furo inverso e a infiltração sob condições insaturadas foi realizada com IDT. Os dados de retenção de campo (θ(h)) também foram coletados periodicamente. O software HYDRUS 2D/3D foi utilizado para otimizar os parâmetros hidráulicos do solo por solução inversa, de acordo com os dados do IDT. A condutividade hidráulica saturada medida pelo método do furo inverso (5.53 cm.h-1) e calculada pela abordagem analítica de Wooding (5.35 cm.h-1) e simulações numéricas inversas (5.36 cm.h-1) mostraram valores muito próximos. Segundo estimativas de macroporosidade, a água infiltrada é conduzida principalmente através de microporos e mesoporos do solo. Os macroporos canalizaram apenas 15.9% do fluxo total infiltrado. As curvas de retenção previstas pelos FPTs não representaram corretamente os dados de retenção em campo. O melhor ajuste entre o teor de água nas tensões específicas previstas pelas curvas de retenção e o teor de água medido no campo foi alcançado pela abordagem de solução inversa de IDT (RMSE: 0.050 cm3.cm-3). A abordagem de solução inversa demonstrou ser um método simples e prático para obter uma estimativa precisa de curvas de re-tenção e de condutividade hidráulica.

Como Citar
Scherger, L. E., Zanello, V., & Lexow, C. (2020). Comparação da abordagem de modelagem inversa e métodos tradicionais para estimar as propriedades hidráulicas insaturadas em solo franco arenoso. Águas Subterrâneas, 34(3), 310–324. https://doi.org/10.14295/ras.v34i3.29929