TRATAMENTO DE ÁGUA CONTAMINADA VIA PROCESSO FENTON

Gessica Wernke, Edneia Santos de Oliveira Lourenço, Márcia Regina Fagundes Klen, Natália Cândido Homem, Rosangela Bergamasco, Daniel Mantovani, Driano Rezende, Héllen Karoline Spricigo de Souza, Josiane Peternela, Letícia NIshi, Andy Avimael Saavedra Mendoza

Resumo


O herbicida atrazina possui alta toxicidade e baixa degradação, e estudos sobre sua contaminação em águas subterrâneas têm sido de grande destaque na atualidade. Nos campos onde é utilizado, existe a necessidade do emprego de processos eficientes, com o objetivo de tratar o efluente gerado, sendo que os Processos Oxidativos Avançados (POA) constituem alguns destes processos. Dentre os mecanismos dos POA, o processo Fenton possui propriedades oxidantes que reagem com o composto atrazina, resultando em sua degradação e apresentando maior eficiência em relação aos demais processos. O objetivo deste trabalho foi avaliar, através de um planejamento experimental e de dados experimentais, as melhores concentrações de H2O2, Fe2+ e pH, das amostras tratadas via processo Fenton em relação aos parâmetros pH, turbidez e nitrogênio total. Os resultados mostraram que o processo Fenton é eficaz na redução de nitrogênio total após 15 minutos com o reator operando, e houve redução de turbidez no efluente.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/ras.v0i0.29699

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


 
_____________________________________________________________________

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
e-ISSN 2179-9784 (eletrônico)

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.

 

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

Os artigos aceitos e finalizados são publicados de forma contínua  organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um.
 
A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.
 
A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação.

DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.

Métricas

       

A Revista Águas Subterrâneas é filiada às seguintes Bases de Dados/Portais: 




 
Licença Creative Commons

Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.