ÁREAS CONTAMINADAS COM POTENCIAL PRESENÇA DE PFOS – AVALIAÇÃO NA UNIDADE DE GERENCIAMENTO DE RECURSOS HÍDRICOS DA BAIXADA SANTISTA (UGRHI -07)

GABRIELA MUCHON SIMOES, MONICA PERES MENEZES, MATEUS DELATIM SIMONATO

Resumo


Em 2003 o Brasil aprovou o texto da Convenção de Estocolmo sobre Poluentes Orgânicos Persistentes, no qual um dos compromissos assumidos visa à eliminação e/ou restrição desses poluentes, além da identificação e gestão de áreas contaminadas por essas substâncias. O ácido perfluoroctanosulfônico (perfluorooctane sulfonic acid – PFOS) faz parte do Anexo B da Convenção. O objetivo deste estudo foi avaliar áreas contaminadas com potencial de apresentarem PFOS como contaminantes, por meio do levantamento das áreas contaminadas da Unidade de Gerenciamento de Recurso Hídricos da Baixada Santista (UGRHI -07) e dos processos industriais que o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP) e a Agência de Proteção Ambiental Americana (EPA) classificaram com histórico de uso dos PFOS. As análises possibilitaram identificar que, dentre 58 áreas contaminadas na UGRHI -07 por uso industrial; uso relacionado ao gerenciamento de resíduos e acidentes; 26 áreas foram identificadas com atividades com potencial de presença de PFOS, sendo que dentre estas 16 são lixões e aterros sanitários. No Brasil existem poucos estudos a respeito dos PFOS, inclusive inexistem valores orientadores nacionais, entretanto recomenda-se que diversas industriais, além de lixões, aterros e áreas onde ocorreram acidentes de alta complexidade, devem incluir inicialmente o PFOS como substância química de interesse no gerenciamento e investigações de áreas contaminadas.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


 
_____________________________________________________________________

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
e-ISSN 2179-9784 (eletrônico)

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.

 

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

Os artigos aceitos e finalizados são publicados de forma contínua  organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um.
 
A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.
 
A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação.

DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.

Métricas

       

A Revista Águas Subterrâneas é filiada às seguintes Bases de Dados/Portais: 




 
Licença Creative Commons

Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.