GESTÃO INTEGRADA DOS RECURSOS HÍDRICOS NA ÁREA DE OCORRÊNCIA DO SISTEMA AQUÍFERO BAURU

JOSÉ CLÁUDIO VIÉGAS CAMPOS, DIDIER GASTMANS, LUCAS VITURI SANTAROSA, SEBASTIAN BALBIN BETANCUR

Resumo


A utilização racional e integrada dos recursos hídricos é um dos objetivos expresso no artigo II da Lei Federal nº 9433/1997 que trata da Política Nacional de Recursos Hídricos. Embora a gestão integrada seja enfatizada em diversos planos de recursos hídricos nas diversas bacias hidrográficas no Brasil, a sua efetiva aplicação está longe de ser efetuada. Águas subterrâneas e águas superficiais são essencialmente um único recurso, fisicamente conectados pelo ciclo hidrológico. Neste contexto o estudo da interação das águas subterrâneas com as águas superficiais tem papel de extrema relevância numa gestão efetiva dos recursos hídricos em uma bacia.O Sistema Aquífero Bauru (SAB) é um dos principais aquíferos sedimentares do Brasil com uma área aproximadamente de 370.000 km² que engloba os estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso do Sul e Goiás e constitui uma importante fonte de perenização dos rios desses estados. Considerando que as drenagens locais têm na sua vazão uma boa contribuição das águas subterrâneas do SAB e considerando a necessidade de gestão integrada dos recursos hídricos para um melhor gerenciamento do sistema, o presente estudo se propõe a utilizar a reserva renovável anual da água subterrânea como base de informação para definir a disponibilidade hídrica para atendimento às diversas demandas das bacias inseridas neste importante sistema aquífero. Para tanto, a recarga das águas subterrâneas será calculada com base nos dados dos poços de monitoramento potenciométrico no SAB, pertencentes à CPRM – Serviço Geológico do Brasil, e que constituem o projeto RIMAS e na decomposição dos hidrogramas das estações fluviométricas da área. Há uma necessidade urgente de aplicação de uma política de gestão integrada dos recursos hídricos e tal medida passa necessariamente pela avaliação das reservas renováveis dos sistemas aquíferos que definem a disponibilidade hídrica subterrânea e superficial.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/ras.v0i0.29311

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


 
A RAS teve que passar por uma
reestruturação do seu banco de dados,
caso seu LOGIN e SENHA NÃO MAIS FUNCIONEM,
por favor, CADASTRE-SE NOVAMENTE.
Desculpe pelo transtorno.
_____________________________________________________________________

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
e-ISSN 2179-9784 (eletrônico)

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.

 

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

Os artigos aceitos e finalizados são publicados de forma contínua  organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um.
 
A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.
 
A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação.

DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.

Métricas

       

A Revista Águas Subterrâneas é filiada às seguintes Bases de Dados/Portais: 




 
Licença Creative Commons

Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.