Simulação geoestatística e numérica para previsão da eficiência da remediação por oxidação química in situ

Elias Hideo Teramoto, Marco Aurélio Zequim Pede, Hung Kiang Chang

Resumo


A eficiência dos sistemas de remediação, como a oxidação química in situ (ISCO) é fortemente restringida pela presença de  heterogeneidades nos valores de permeabilidade. As incertezas relacionadas à presença de heterogeneidades nos aquíferos em relação aos sucessos dos sistemas de remediação podem ser determinadas por intermédio de simulações estocásticas, embora tal metodologia não tenha sido empregada comumente para problemas envolvendo ISCO. Em decorrência deste cenário, foi objetivo deste trabalho desenvolver um procedimento metodológico para prever a eficiência da técnica de remediação por oxidação química in situ a partir do emprego de simulações estocásticas e simulações numéricas de fluxo e transporte. No caso hipotético simulado, foram gerados 30 campos randômicos tridimensionais equiprováveis de condutividade hidráulica e a eficiência da remediação foi testada em todos estes cenários. Os resultados indicam que o sistema de remediação proposto será ineficiente em 100% dos casos, invocando a necessidade de alterações no projeto inicial, tais como número de pontos e tempo de injeção. O elevado grau de incerteza identificado no cenário de contaminação admitido sugere ainda que novas investigações sejam realizadas para redução de incertezas e previsões mais realistas.


Palavras-chave


Remediação. Oxidação química in situ. Modelos estocásticos. Geoestatística. Simulação numérica de fluxo e transporte

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/ras.v33i2.29282

_____________________________________________________________________

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes. Os artigos aceitos e finalizados são publicados em forma contínua e organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um. 

A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.

A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação. 


DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

  

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.
 

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
eISSN 2179-9784 (eletrônico)
ISSN 0101-7004 (impresso)

Filiada:
 

Licença Creative Commons
Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.


Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.