Comportamento hídrico das depressões cársticas da região de Lagoa Santa, MG

Diógenes Guilherme Pampolini Amaral, Leila Nunes Menegasse Velásquez, Paulo César Horta Rodrigues

Resumo


As depressões cársticas se configuram como importantes feições dissolutivas presentes principalmente em regiões calcárias. À luz da típica geomorfologia e hidrogeologia cárstica, este trabalho apresenta as investigações realizadas nas depressões cársticas situadas sobre as rochas pelito carbonáticas do Grupo Bambuí, localizadas nos arredores da Área de Proteção Ambiental (APA) Carste Lagoa Santa (MG). As investigações tiveram como principal objetivo a compreensão do comportamento e desempenho hídrico das 393 depressões cársticas detectadas a partir de Modelo Digital de Elevação (MDE) derivado de uma imagem do satélite ALOS PALSAR. As etapas se constituíram fundamentalmente de geoprocessamento em ambiente SIG, foto observação através de imagens do Google Earth Pro, classificação supervisionada em imagens multiespectrais dos satélites Landsat registradas em quatro períodos hidrológicos distintos (ano com índice pluviométrico normal e ano atipicamente seco). O coeficiente de Kappa e acurácia geral indicaram que as classificações supervisionadas realizadas obtiveram resultados excelentes. As análises estatísticas multivariadas revelaram que a presença de lagoas no interior das depressões cársticas após o período de estiagem em ano hidrológico normal ou em ano de excepcional stress hídrico está relacionada com a morfologia e morfoestrutural. Isto é, as depressões maiores, com grandes profundidades, altos índices de eixos de alongamento e grandes áreas de maciços calcários em seus interiores são aquelas mais favoráveis a possuírem água em seus interiores.


Palavras-chave


Carste de Lagoa Santa. Depressões Cársticas. Lagoas. SIG. Estatística multivariada.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/ras.v33i2.29274

_____________________________________________________________________

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes. Os artigos aceitos e finalizados são publicados em forma contínua e organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um. 

A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.

A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação. 


DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

  

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.
 

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
eISSN 2179-9784 (eletrônico)
ISSN 0101-7004 (impresso)

Filiada:
 

Licença Creative Commons
Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.


Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.