Trapeamento de LNAPL observado por meio da técnica de fluorescência induzida por laser (LIF)

Elias Isler, Elias Hideo Teramoto, Marcus Paulus Martins Baessa, Marco Aurélio Zequim Pede, Chang Hung Kiang

Resumo


Modelos conceituais de áreas contaminadas são, em geral, os primeiros resultados significativos do gerenciamento ambiental. Contudo, é necessário entender a complexidade dos meios contaminados para que seja adotada a melhor alternativa de remediação. A distribuição espacial em subsuperfície da fase liquida não aquosa menos densa que a água (LNAPL – Light Non-Aqueous Phase Liquid), geralmente de elevada variabilidade espacial e, consequentemente, complexa, deve ser mais bem conhecida. Além disso, a flutuação sazonal do nível d’água promove os fenômenos de trapeamento e destrapeamento de LNAPL e define uma zona de redistribuição vertical (smear zone) da contaminação, aumentando a complexidade do cenário. Com o objetivo de preencher lacunas deixadas pelas técnicas convencionais de investigação, foi empregada a técnica de fluorescência induzida por laser (LIF) para avaliação do fenômeno de trapeamento em uma área contaminada por querosene de aviação, situada no interior do estado de São Paulo. Os resultados dos ensaios de fluorescência e medição do nível d’água do aquífero local indicam LNAPL trapeado na porção saturada com limites bem marcados que definem a smear zone. Análises qualitativas revelam similaridade da contaminação na maioria dos pontos investigados, com baixa intensidade de sinal de fluorescência nos menores comprimentos de onda de resposta, compatível com depleção de hidrocarbonetos mais leves pela atenuação natural.


Palavras-chave


Oscilação do NA. Smear Zone. Querosene de Aviação. Atenuação Natural.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/ras.v32i3.29137

_____________________________________________________________________

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes. Os artigos aceitos e finalizados são publicados em forma contínua e organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um. 

A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.

A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação. 


DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

  

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.
 

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
eISSN 2179-9784 (eletrônico)
ISSN 0101-7004 (impresso)

Filiada:
 

Licença Creative Commons
Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.


Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.