O PASSIVO AMBIENTAL DA MINERAÇÃO DE AREIA, BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO ARARANDEUA, MUNICÍPIO DE RONDON DO PARÁ, SE DO ESTADO DO PARÁ"

Raimundo Santos, Lélya de Fátima Silva Araujo, Estanislau Luczynski

Resumo


O presente trabalho estudou a extração de areia no leito do Rio Ararandeua, no
município de Rondon do Pará, sudeste do Estado do Pará. A pesquisa avaliou o método
de extração, os impactos ambientais e o passivo ambiental de antigas áreas mineradas,
no leito e nas margens do rio Ararandeua. A metodologia empregada foi a pesquisa
indutiva, que consistiu em observações no local da extração, onde pôde-se configurar o
antes e o pós-mineração e as consequências do uso da água pela mineração, nessa
Bacia Hidrográfica. No município de Rondon do Pará a extração ocorre durante todo ano,
tendo como pico de produção nos meses de estação seca (julho até novembro). Todavia,
encontra-se apenas uma empresa em atividade de extração no município, estando às
outras, em processo de requerimento de lavra ou estão abandonadas. O método utilizado
é extração em leito de rio, por meio de sucção mecânica e o material retirado é
depositado nas áreas de preservação permanentes (APPs) ou ficam acumulados em
partes rasas do rio, contribuindo para o assoreamento. A falta de acompanhamento do
poder público, aliada ao descaso dos empreendedores, para com as questões ambientais,
levaram estes locais a uma intensa degradação do meio fisco. Verificouse ainda, que não
há nenhuma ação, no sentido da recuperação ambiental dessas antigas áreas de
extração.de areia. Portanto, essa intervenção antrópica põe em risco a
sustententabilidade do uso desse importante recurso hídrico para o município de Rondo
n do Pará.


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


 
A RAS teve que passar por uma
reestruturação do seu banco de dados,
caso seu LOGIN e SENHA NÃO MAIS FUNCIONEM,
por favor, CADASTRE-SE NOVAMENTE.
Desculpe pelo transtorno.
_____________________________________________________________________

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
e-ISSN 2179-9784 (eletrônico)

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.

 

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

Os artigos aceitos e finalizados são publicados de forma contínua  organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um.
 
A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.
 
A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação.

DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.

Métricas

       

A Revista Águas Subterrâneas é filiada às seguintes Bases de Dados/Portais: 




 
Licença Creative Commons

Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.