Importância dos horizontes do solo na distribuição de gasolina com etanol na zona não saturada em solo tropical

Thomás Gerdulo Bodelão, Everton de Oliveira, Juliana Gardenalli Freitas, Miguel Alfaro Soto, Sheila A.C. Furquim

Resumo


Esse trabalho teve por objetivo a avaliação da infiltração na zona não saturada de uma mistura simulando gasolina com etanol num solo típico de clima tropical. Para isso, foi realizado na área experimental de Rio Claro/SP um experimento em escala de campo simulando um derramamento superficial de gasolina. Foram derramados 27 L de uma mistura composta por 60% de hexano, 11% de xilenos, 11% de benzeno e 18% de etanol em uma trincheira de 0,3 m de profundidade, aproximadamente 2,63 m acima do nível d’água. Após 7 dias do derramamento, a área foi escavada em blocos de 0,2 x 0,2 x 0,15 m e coletadas amostras de cada um dos blocos. Com base nas concentrações nas amostras de solo, a maior parte dos hidrocarbonetos e do etanol ficou retida nas camadas mais superficiais, não atingindo o nível d’água subterrânea. A massa encontrada em relação à massa total derramada dos hidrocarbonetos foi baixa, enquanto que para o etanol a recuperação foi completa. Os contaminantes  acumularam-se principalmente nas interfaces entre os horizontes, devido a contrastes na saturação de água (no caso do etanol) e de condutividade hidráulica (no caso dos hidrocarbonetos). Portanto, ressalta-se a importância de caracterizar os horizontes do solo no estudo de contaminações na zona não-saturada.


Palavras-chave


Solo tropical. Zona não saturada. Gasolina. Etanol.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/ras.v31i4.28924

_____________________________________________________________________

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes. Os artigos aceitos e finalizados são publicados em forma contínua e organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um. 

A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.

A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação. 


DISCLAIMER: Os suplementos de anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais. Além disso, por serem anais de eventos, não é necessária e não será apresentada a numeração de páginas. Devem ser citados como anais de eventos somente, sem referência a este periódico.

 

 
É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.
 
ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
eISSN 2179-9784 (eletrônico)
ISSN 0101-7004 (impresso)

Filiada:
 

Licença Creative Commons
Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.


Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.