Análise probabilística da contaminação da água subterrânea usando métodos de confiabilidade de primeira e segunda ordem

Vanessa Almeida de Godoy, Gian Franco Napa-García

Resumo


Este artigo mostra um exemplo de aplicação da estimativa da probabilidade de um contaminante exceder uma máxima concentração especificada (probabilidade de excedência, Pf), usando métodos de confiabilidade de primeira (FORM) e segunda ordem (SORM) para diversas concentrações iniciais de um soluto hipotético, sem biodegradação e tempos de análise de 5 e 10 anos, considerando-se um fluxo unidimensional em solo arenoso. A validade dos resultados foi avaliada comparando os resultados obtidos de FORM e SORM com aqueles da Simulação de Monte Carlo (SMC). Para uma mesma concentração inicial, a Pf aumentou com o aumento do tempo de análise. Para ambos os tempos de análise (5 e 10 anos) e métodos aplicados, a Pf tende a aumentar com o aumento da concentração inicial. A comparação entre os valores de Pf obtidos com FORM e SORM e com a SMC mostra que a partir de 50 μg/Lde concentração inicial a SMC e o FORM apresentam valores de Pf muito próximos. Os valores obtidos com o SORM apresentaram proximidade com aqueles resultantes da SMC apenas para as concentrações iniciais de 50 e 100 μg/L. A proximidade dos valores de Pf obtidos com SMC e FORM indicam que o uso deste método de confiabilidade é útil na obtenção da Pf, além de ser uma maneira mais rápida do que a SMC. 


Palavras-chave


Transporte de contaminante. Probabilidade de excedência. FORM. SORM. SMC.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/ras.v31i2.28803

_____________________________________________________________________

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes. Os artigos aceitos e finalizados são publicados em forma contínua e organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um. 

A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.

A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação. 

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.
 
ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
eISSN 2179-9784 (eletrônico)
ISSN 0101-7004 (impresso)

Filiada:
 

Licença Creative Commons
Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.


Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.