Radar de penetração no solo aplicado à análise ambiental de posto de combustíveis pós-remediação

Danusa Mayara de Souza, José Gouvêa Luiz

Resumo


As águas subterrâneas são menos vulneráveis à contaminação do que as águas superficiais, todavia, uma vez gerada a contaminação, pode levar diversos anos para que o ambiente seja recuperado e até mesmo se tornar inviável economicamente, sua recuperação. Devido à ocupação urbana, as águas subterrâneas estão expostas a diversos tipos de contaminantes e entre eles estão os combustíveis, seja por vazamentos em tanques e linhas, seja por derramamento. Os hidrocarbonetos têm elevada resistividade elétrica, e por esse motivo, ao serem derramados no solo elevam a resistividade do ambiente em subsuperfície. Comumente, com o passar do tempo, a ação de bactérias nos compostos orgânicos dos combustíveis produz a sua biodegradação com a formação de ácidos que dissolvem íons do material do subsolo, fazendo com que a resistividade elétrica diminua bastante, transformando o ambiente em um bom condutor de eletricidade. Neste trabalho se pretendeu detectar a assinatura (resistiva ou condutiva) de anomalias associadas a derrames no Posto Braz de Aguiar em Belém/PA, que se encontra desativado. O levantamento geofísico foi realizado com o Radar de Penetração no Solo (GPR), usando uma antena de frequência central de 400 MHz, sendo os dados processados com o software REFLEXW. Uma assinatura de baixa resistividade foi detectada mesmo após a remediação do posto em estudo.

Palavras-chave


Água subterrânea. Contaminação. Posto de Combustíveis. Belém. GPR.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14295/ras.v31i3.28797

_____________________________________________________________________

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes. Os artigos aceitos e finalizados são publicados em forma contínua e organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um. 

A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.

A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação. 


DISCLAIMER: Os suplementos de anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais. Além disso, por serem anais de eventos, não é necessária e não será apresentada a numeração de páginas. Devem ser citados como anais de eventos somente, sem referência a este periódico.

 

 
É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.
 
ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
eISSN 2179-9784 (eletrônico)
ISSN 0101-7004 (impresso)

Filiada:
 

Licença Creative Commons
Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.


Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.