A utilização da análise de variância (ANOVA) na distinção de aquíferos sedimentares na região do Recôncavo Norte, Estado da Bahia

Sérgio Augusto de Morais Nascimento, Luiz Rogério Bastos Leal, Carlos Gleidson Campos da Purificação

Resumo


Esse trabalho teve como objetivo estudar e comparar a existência de similaridade hidrogeoquímica entre as Formações Barreiras, Marizal e São Sebastião situadas na região do Recôncavo Norte, estado da Bahia. As informações foram obtidas a partir do banco de dados da Companhia de Pesquisa e Recursos Minerais (CPRM) e dos arquivos da Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia (CERB). Os resultados mostraram que as águas das três Formações são predominantemente de natureza cloretada-sódica, apresentando relações iônicas do tipo rCl>rHCO3>rSO4 e, secundariamente, rHCO3>rCl>rSO4, sendo essa última relação mais comum na Formação São Sebastião a qual apresenta também uma frequência maior de águas bicarbonatadas-sódicas. Os testes comparativos com a análise de variância (ANOVA) apontaram para uma diferenciação entre as citadas Formações somente quanto à presença de sódio e potássio. No caso do sódio, existe uma diferença entre as Formações Barreiras e São Sebastião e, no caso do potássio, existem diferenças entre as Formações Barreiras e Marizal, Marizal e São Sebastião, respectivamente. A explicação para esse fenômeno está ligada com as trocas de cátions regulada pelo pH, principalmente entre o sódio e o cálcio, em função da maior ou menor presença do bicarbonato. Este, por sua vez, esteve fortemente correlacionado ao sódio (r=0,70) na Formação São Sebastião. Finalmente, o modelo utilizado nesse trabalho, mostrou que existe mais evidência sobre a troca iônica entre os níveis argilosos da Formação São Sebastião com a água subterrânea do que com relação às outras Formações estudadas o que era esperado tendo em vista tratar-se de um aquífero multiconfinado constituído por vários níveis argilosos.

Palavras-chave


Hidrogeoquímica. Água subterrânea. Estudo comparativo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/ras.v30i3.28654

_____________________________________________________________________

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes. Os artigos aceitos e finalizados são publicados em forma contínua e organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um. 

A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.

A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação. 


DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

  

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.
 

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
eISSN 2179-9784 (eletrônico)
ISSN 0101-7004 (impresso)

Filiada:
 

Licença Creative Commons
Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.


Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.