Avaliação da qualidade da água subterrânea: estudo de caso de Vilhena – RO

Gislayne Alves Oliveira, Elisabete Lourdes do Nascimento, Ana Lúcia Denardin da Rosa, Leidiane Caroline Lauthartte, Wanderley Rodrigues Bastos, Calina Grazielli Dias Barros, Eloiza Ruschel Cremonese, Amanda Quinhones Bento, Olaf Malm, Jordana Georgin, Adrielen Moraes Corti

Resumo


As águas subterrâneas do Aquífero Parecis (AP) representam a única fonte explorada para o abastecimento público de água potável do município de Vilhena - RO. Nesse sentido, a avaliação da qualidade da água determinada por análises físicas, químicas e microbiológicas, podem fornecer subsídios para a compreensão das condições da água consumida. No presente estudo, foram realizadas duas coletas de água subterrânea em 12 poços distribuídos na cidade: a primeira no período de estiagem (seca), em agosto de 2013; e a outra no período chuvoso, em dezembro de 2013. Os  parâmetros analisados foram os constituintes iônicos (F-, Cl-, NO2-,Br-,NO3-,PO4-3,SO4-2,Na+,NH3+, K+,Ca2+ eMg2+), os quais foram quantificados pela técnica de cromatografia iônica, enquanto que para as análises microbiológicas, o método utilizado foi o de membranas filtrantes em meio cromogênico. Os parâmetros pH e turbidez foram medidos por meio de pHmetro e turbidimetro portáteis. Os resultados apresentaram valores abaixo dos limites estabelecidos pela Resolução CONAMA 396/2008 e Portaria do MS 2.914/2011 para a turbidez e praticamente todos os constituintes iônicos, com exceção do nitrato (6 poços) e de amônia (1 poço), além de um pH ácido. O período chuvoso apresentou maior contaminação por coliformes totais e Escherichia coli que o período de estiagem, podendo estar associado às más condições dos poços, além de ser um aquífero livre, facilitando o escoamento de possíveis contaminantes. Em função dos resultados, destaca-se a importância do monitoramento constante da qualidade da água nas comunidades usuárias de fontes alternativas, evitando problemas à saúde humana

Palavras-chave


Água de poços. Contaminação. Potabilidade da água.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/ras.v29i2.28399

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


 
_____________________________________________________________________

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
e-ISSN 2179-9784 (eletrônico)

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.

 

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

Os artigos aceitos e finalizados são publicados de forma contínua  organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um.
 
A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.
 
A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação.

DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.

Métricas

       

A Revista Águas Subterrâneas é filiada às seguintes Bases de Dados/Portais: 




 
Licença Creative Commons

Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.