QUALIDADE DA ÁGUA FORNECIDA À POPULAÇÃO DE AREIA, PB

SIMPLICIANO EUSTAQUILINO DE SOUZA NETO

Resumo


Os dois reservatórios que abastecem de água o município de Areia, PB, vem oferecendo um grande risco à saúde da população Areiense, diante de tal fato, passamos a monitorar os referidos reservatórios a partir de agosto de 2009 com o termino deste trabalho em dezembro de 2009. Foram coletadas amostras de água a 1 e a 3m de profundidade no período chuvoso e de estiagem. 9 coletas de amostra de água de cada reservatório foram feitas em um total de 18 e 2 amostras de solos de cada um deles dando um total de 4. As amostras de água analisadas microbiologicamente apresentaram contagens de coliformes fecais entre 45,2 a 633,8 NMP/100ml (quando inatura), (Numero Mais Provável-NMP), apresentando-se fora dos padrões microbiológicos, exigido pela legislação vigente, segundo portaria da ANVISA (Agencia Nacional de Vigilância Sanitária) e do MS (Ministério da Saúde), onde estabelece que, a potabilidade da água para consumo humano em toda e qualquer situação incluindo fontes individuais como poços, minas, nascentes e outros reservatórios, devem apresentar ausência de bactérias do grupo dos coliformes em 100ml de amostra, (tolerância zero), porem quando tratada o NMP/ml foi zero (0,0). Assim das amostras analisadas, indicam que a qualidade da água fornecida à população de Areia, PB encontra-se imprópria para o consumo humano e para outras finalidades, quanto aos padrões de potabilidade no que se refere aos parâmetros Microbiológico. Concluí-se que as causas desta contaminação é conseqüência da grande quantidade de infiltração de águas residuais de fossas, inclusive as do abatedouro de animais localizadas as margens do córrego principal de um dos reservatórios, (Rio do Canto), comprometendo o lençol freático e superficial com despejos diretos de esgotos nos córregos que alimentam este reservatório, ou ainda pode estar havendo uma contaminação da água direta com fezes humanas e de outros animais. As amostras analisadas das duas Barragens, mostraram que a água fornecida á população de Areia, PB é imprópria ao consumo humano e animal no que se refere aos parâmetros microbiológicos.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


 
_____________________________________________________________________

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
e-ISSN 2179-9784 (eletrônico)

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.

 

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

Os artigos aceitos e finalizados são publicados de forma contínua  organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um.
 
A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.
 
A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação.

DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.

Métricas

       

A Revista Águas Subterrâneas é filiada às seguintes Bases de Dados/Portais: 




 
Licença Creative Commons

Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.