ANÁLISE BACTERIOLÓGICA DA ÁGUA DE ESGOTO TRATADA POR UM SISTEMA DE MEMBRANA CERÂMICA DE MICROFILTRAÇÃO PARA FINS DE REÚSO

JULLYANA DAMASCENO PESSOA, CRISTIANE RODRIGUES MACÊDO, TALINE SONALY SALES DOS SANTOS, KEPLER BORGES FRANÇA

Resumo


A filtração por membrana cerâmica vem ganhando importância no campo do tratamento de esgotos, pois com o aumento dos riscos de doenças de transmissão hídrica com o transporte de microrganismos patogênicos pelas águas o processo se mostra eficiente na remoção destes. As membranas cerâmicas encontram larga aplicação em processos cujas temperaturas de trabalho são superiores a 250 ºC, como também na separação de soluções em que o pH é extremamente ácido, ou mesmo quando há solventes orgânicos no sistema. A unidade de filtração compreende de um reator piloto com capacidade de 10 litros, uma membrana de material cerâmico composta de Argila Plástica e Alumina (α-Al2O3) de forma tubular, monocanal com área filtrante de 0,005 m2 e de porosidade média 0,2 μm, uma bomba de alta pressão de 1/2hp com um suporte de PVC que mantém a membrana cerâmica no seu interior, válvulas e manômetros na entrada e saída do concentrado e permeado para controle de pressão de entrada. Este trabalho teve por objetivo estender a tecnologia de filtração com membranas para águas de qualidade inferior, avaliando o fluxo de permeado e exames bacteriológicos antes e após um tratamento de filtração com membranas cerâmicas de microfiltração para torná-la própria para reúso.

Texto completo:

PDF


_____________________________________________________________________

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes. Os artigos aceitos e finalizados são publicados em forma contínua e organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um. 

A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.

A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação. 


DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

  

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.
 

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
eISSN 2179-9784 (eletrônico)
ISSN 0101-7004 (impresso)

Filiada:
 

Licença Creative Commons
Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.


Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.