Coqueiral: uma proposta metodológica para solucionar o problema de salinização do Sistema Aquífero da Planície do Recife (PE)

RICARDO HIRATA, SUZANA MARIA GICO LIMA MONTENEGRO, EMMANUELLE PETELET, EDSON CEZAR WENDLAND, JOSÉ MARENGO, VERIDIANA TEIXEIRA DE SOUZA MARTINS, REGINALDO ANTONIO BERTOLO, LISE CARY, ENJÔLRAS DE ALBUQERQUE MEDEIROS LIMA, MELISSA FRANZEN, DANIEL PIERRE, LUC AQUILINA, ARMELLE GIGLIO JACQUEMONT, JONATHAN CARVALHAES BATISTA

Resumo


Recife é o quarto maior aglomerado populacional brasileiro (3,7 milhões de habitantes). Sua
dependência das águas subterrâneas é historicamente conhecida, com poços perfurados no Sistema
Aquífero da Planície do Recife (SAPRe), composto pelo Beberibe e Cabo (confinados) e Boa
Viagem (freático, sobreposto aos anteriores). Desde 1970, tem-se notado um incremento nos teores
de sais no SAPRe. Há hipóteses para explicar o problema: i) ingresso de águas salgadas de porções
superficiais do aquífero através de poços abandonados; ii) intrusão salina direta do mar pelo
bombeamento de poços; iii) salinização por indução de águas de paleo-mangues; e iv) indução por
bombeamento de águas dos canais da cidade. Nenhuma dessas hipóteses mostrou-se conclusiva.
Problemas de qualidade das águas, incluindo a salinização, são decorrentes da falta de gestão
associada ao incorreto manejo do uso da terra e da instalação de atividades que influenciam a
hidrologia urbana. Assim, para responder a isso, o Projeto Coqueiral propõe uma avaliação ampla,
estudando os componentes hidrogeológicos, sociológicos e econômicos, visando propor
recomendações de políticas territoriais e de recursos hídricos para reduzir os impactos nos
aquíferos.


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


 
_____________________________________________________________________

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
e-ISSN 2179-9784 (eletrônico)

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.

 

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

Os artigos aceitos e finalizados são publicados de forma contínua  organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um.
 
A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.
 
A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação.

DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.

Métricas

       

A Revista Águas Subterrâneas é filiada às seguintes Bases de Dados/Portais: 




 
Licença Creative Commons

Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.