Análise da mobilidade de elementos em saprolito de gnaisse do aterro sanitário da CTRS – BR040 com ensaios de coluna e modelagem PHREEQC

QUÊNIA DE CÁSSIA GOULART FERREIRA, LUIS DE ALMEIDA PRADO BACELLAR

Resumo


Dentre as fontes de contaminação de solo e aquíferos, o aterro de resíduos sólidos urbanos é um dos mais importantes, pois sua carga contaminante (lixiviado) possui muitos elementos nocivos. Os horizontes superficiais do solo são normalmente considerados como de elevada capacidade de atenuação destes elementos, mas no aterro sanitário de Belo Horizonte os resíduos foram localmente dispostos sobre saprolito, tidos como de menor capacidade. A capacidade do saprolito de atenuar elementos foi estimada em ensaios laboratoriais de coluna, com apoio de modelagem geoquímica efetuada com o programa PHREEQC 2.18. Os resultados de análises físico-químicas e químicas de lixiviado efluente e de solo e as modelagens comprovam que o saprolito tem capacidade de reter parte dos elementos químicos maiores e traços, apesar de sua menor concentração de constituintes adsorventes.

Texto completo:

PDF


_____________________________________________________________________

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes. Os artigos aceitos e finalizados são publicados em forma contínua e organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um. 

A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.

A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação. 


DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

  

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.
 

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
eISSN 2179-9784 (eletrônico)
ISSN 0101-7004 (impresso)

Filiada:
 

Licença Creative Commons
Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.


Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.