Long-term groundwater investigation on a large refinery site in Northeast Germany: Evaluating Natural Attenuation

AXEL LUTZ, PATRICK JACOBS, KAI DIESNER, GERNOT RATH

Resumo


At the PCK refinery site in the Northeast of Germany mineral oil processing has
resulted in a large-scale contamination of the shallow aquifer with aliphatic petroleum
hydrocarbons (TPH) and with aromatic compounds (BTEX) and the fuel oxygenate
methyl tert.-butyl ether.
On a local scale the aquifer is contaminated with nitrate and ammonia stemming from a
fertilizer production facility on site. To prevent contaminants from being transport off
site with the groundwater a hydraulic containment system is in operation already since
the early 1970ies. Systematic groundwater monitoring was implemented at the same
time. After the reunion of both German states the groundwater investigation program
was intensified in 1994 on the site was installed one of the Ecological Large-Scale
Projects which were installed in the former GDR to appropriately handle the most
heavily contaminated large industrial sites. The long-term groundwater investigation ist
still carried out today.
The largest national collaborative research programme on monitored natural attenuation
in Germany, KORA, included the site as a reference for the development and testing of
innovative approaches to the investigation and evaluation of the contamination situation
and to the quantification and the stimulation of the natural attenuation potential. Some
of the methodological approaches are still used in the current groundwater monitoring.
Moreover, new conceptual approaches were included with regard to the groundwater
monitoring procedure and to the data evaluation. They are used for the continuous
optimization of the monitoring network and programme.
The groundwater monitoring basically aims to the following targets:
1. To perform a qualified monitoring to assess the contamination situation and the
effectiveness of current remediation and containment, as required by the competent
authorities.
2. To prove that natural attenuation processes are taking place as a prerequisite to the
economically favourable realization of an MNA-based remedial strategy, as
supported by the re-financing entities.
3. To provide PCK with monitoring results that can be used to develop source
remediation strategies for source reduction using enhanced natural attenuation
(ENA).


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


 
_____________________________________________________________________

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
e-ISSN 2179-9784 (eletrônico)

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.

 

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

Os artigos aceitos e finalizados são publicados de forma contínua  organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um.
 
A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.
 
A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação.

DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.

Métricas

       

A Revista Águas Subterrâneas é filiada às seguintes Bases de Dados/Portais: 




 
Licença Creative Commons

Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.