INVESTIGAÇÃO DE ALTA RESOLUÇÃO PARA REMEDIAÇÃO DE ÁREAS CONTAMINADAS UTILIZANDO O PIEZOCONE DE RESISTIVIDADE (RCPTu)

Marcos Tanaka Riyis, Heraldo Luiz Giacheti, Rafael Muraro Derrite, Mauro Tanaka Riyis

Resumo


As remediações de áreas contaminadas têm menor custo e maior eficácia quando são
baseadas em um Modelo Conceitual do Site (MCS) sólido. A elaboração de um adequado
MCS pressupõe que sejam identificadas, em alta resolução, as heterogeneidades
hidrogeológicas, que, são significativas em escala de centímetros nos estudos de áreas
contaminadas. Uma das ferramentas utilizadas para a investigação em alta resolução é o
piezocone de resistividade (RCPTu), que une o tradicional piezocone (CPTu) com o
sensor de condutividade elétrica do solo (EC). O presente trabalho mostra o resultado de
quatro investigações geoambientais que utilizaram, como ferramenta principal para
elaboração do perfil hidroestratigráfico de alta resolução, o RCPTu. Os ensaios
mostraram em detalhes pequenas zonas preferenciais de fluxo e armazenamento, que
não foram detectadas com as técnicas tradicionais de investigação. O estudo mostrou que
o RCPTu é uma ferramenta de investigação geoambiental de alta resolução, que permite
a elaboração de um adequado MCS, portanto, que vai diminuir a chance de falhas na
etapa de remediação.


Texto completo:

PDF


_____________________________________________________________________

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes. Os artigos aceitos e finalizados são publicados em forma contínua e organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um. 

A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.

A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação. 


DISCLAIMER: Os suplementos de anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais. Além disso, por serem anais de eventos, não é necessária e não será apresentada a numeração de páginas. Devem ser citados como anais de eventos somente, sem referência a este periódico.

 

 
É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.
 
ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
eISSN 2179-9784 (eletrônico)
ISSN 0101-7004 (impresso)

Filiada:
 

Licença Creative Commons
Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.


Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.