MONITORAMENTO DA ZONA NÃO SATURADA: UM ESTUDO DA HIDRÁULICA E HIDROQUÍMICA NA ESTAÇÃO EXPERIMENTAL DE URÂNIA, SÃO PAULO, BRASIL

Reginaldo A. Bertolo, Ricardo C. A. Hirata

Resumo


Groundwater geochemistry evolution through unsaturated zone has been studied at an experimental station in Urânia municipality, São Paulo State, Brazil. The aim of this publication is to present a brief description of the facility, installation procedures of the unsaturated zone monitoring equipment and water sampling. 12 tensiometers and 12 suction lysimeters were installed (from 0.5 to 9 m deep) in a large-diameter borehole of 1.5m diameter and 10 m deep. Another 6 tensiometers and 6 suction lysimeters were installed, 3 m apart from the borehole, at 0.5 and 1.0 m depth from surface. Tensiometer measurement and suction lysimeter sampling results have indicated a great lateral variability of capillary pressures, ion concentration and soil-pore water distribution. The causes of these variabilities have been related to natural soil heterogeneity (macropore effect), well construction problem and, mainly, deep root activities. The deep root activities are due to a mango tree located approximately 10 m from the borehole. During the dry season, the tensiometers located closer to the tree present an average capillary pressure of 500 mmHg, in opposition to 400 mmHg in tensiometers in the other side. The unsaturated-pore water quality also showed compositional variations related to the root activities. Higher concentrations of H+, HCO3-,CO2 (5,10E-07 mol/L, 9,31E-04 mol/L, 2,78E-02 mol/L), and lower values of NO3- (0,78E-04 mol/L), incomparison to the concentrations of H+ (2,29E-07 mol/L), HCO3 - (4,00E-04 mol/L), CO2 (6,33E-03 mol/L) and NO3 - (5,29E-04 mol/L), have indicated that the root respiration increases the presence of CO2, with elevation of HCO3 -, and H+. NO3 - is usedas nutrient by plants.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


 
A RAS teve que passar por uma
reestruturação do seu banco de dados,
caso seu LOGIN e SENHA NÃO MAIS FUNCIONEM,
por favor, CADASTRE-SE NOVAMENTE.
Desculpe pelo transtorno.
_____________________________________________________________________

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
e-ISSN 2179-9784 (eletrônico)

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.

 

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

Os artigos aceitos e finalizados são publicados de forma contínua  organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um.
 
A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.
 
A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação.

DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.

Métricas

       

A Revista Águas Subterrâneas é filiada às seguintes Bases de Dados/Portais: 




 
Licença Creative Commons

Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.