HYDROGEOLOGICAL MAPPING IN THE SEMI-ARID ENVIRONMENT OF EASTERN JORDAN USING AIRBORNE MULTIPOLARIZED RADAR IMAGES

R. Saint-Jean, V. Singhroy

Resumo


This study focuses on the information content of HH, VV, VH and HV polarized airborne SAR data to evaluate which of these polarizations is more appropriate to facilitate mapping of lineaments and detailed drainage of wadis. It is known that a good knowledge of surficial lineaments and drainage network can help to locate wells and surface water retention dams used for groundwater recharge. The study area is located near the village of Azraq in the semi-arid environment of
Eastern Jordan. In Jordan, water availability is a very acute problem as the demand is increasing and reserves are decreasing. A large amount of the water has always been
obtained from deep wells but now, the rate of pumping exceeds the rate of replenishment. Additionally, the salinity is getting to a level where it is unsuitable for consumption. The area receives an average of 50 mm of rain a year mostly between October and March. Natural vegetation is very scarce and survives only in the temporary river channels. Since vegetation is very scarce, the water is rapidly evacuated and recharge of the underground water table is minimal. The area has a flat topography with slight depression enabling drainage during the “rainy” season. We use a set of airborne Synthetic Aperture Radar (SAR) images of Eastern Jordan obtained from a survey flown in 1993, as part of the Canada Centre for Remote Sensing’s GlobeSAR-1 project. All images were analyzed in order to enhance a maximum of
hydrogeological information. Results show that the crossed polarizations images (HV or VH) and to a lesser extent, the HH like polarization images show a good contrast and enough details to permit hydrographic network mapping in the wadi (dry river beds) where a minimum of vegetation is available. The VV polarization is not as sensitive to vegetation presence but permits a better positioning of the wadi banks and is useful to map roughness variations within playas.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


 
A RAS teve que passar por uma
reestruturação do seu banco de dados,
caso seu LOGIN e SENHA NÃO MAIS FUNCIONEM,
por favor, CADASTRE-SE NOVAMENTE.
Desculpe pelo transtorno.
_____________________________________________________________________

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
e-ISSN 2179-9784 (eletrônico)

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.

 

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

Os artigos aceitos e finalizados são publicados de forma contínua  organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um.
 
A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.
 
A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação.

DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.

Métricas

       

A Revista Águas Subterrâneas é filiada às seguintes Bases de Dados/Portais: 




 
Licença Creative Commons

Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.