PROBLEMAS DE GESTION POR USO INTENSIVO DEL AGUA SUBTERRANEA: RÍO TUNUYÁN, MENDOZA, ARGENTINA

Jorge Chambouleyron, Santa Salatino, Alejandro Drovandi, Rosa Medina, Mónica Zimmermann, Mirta Marre, Rosa Bustos, Ester Antoniolli, María Filippini, Norma Nacif, Susana Campos, Cora Dediol, Alejandra Camargo, Dora Genovese

Resumo


O trabalho descreve a dinâmica hidrológica da área regada pelo río Tunuyán no oásis
central da província de Mendoza (Argentina). A área está dividida em duas bacias (alta e baixa, com
54.000 e 81.000 ha) administradas em forma separada (Subdelegação do Rio Tunuyán superior e
inferior). A bombagem dos 200 Hm3 necessários para satisfazer as necessidades duns 20.000 novos
hectares de videiras a plantar na bacia alta, reduzirão o caudal dos numerosos ribeiros e afluentes,
que se convertirão em meras valas de enxugo e levarão águas de alto conteúdo salino à bacia baixa,
afectando significativamente o rendimento dos cultivos. Estima-se que um potencial incremento da
20.000 ha com videiras na zona alta poderia elevar os actuais valores de salinidade da água (1130
μScm-1) da bacia baixa a valores cerca de 1420, diminuindo a actual disponibilidade hídrica a 1/3 da
área registada e reduzindo sensivelmente o rendimento das videiras e pessegueiros (12-22%). Um
desafio de gestão para a Administração central (DGI) como para os Organismos de regantes que,
para atingir uma gestão moderna, sustentável e integrada da águas deverá ter em conta a gestão a
nível de bacia e a distribuição equitativa do recurso em função da qualidade (conteúdo de sais).

Palavras-chave


Agua subterránea; Problemas de gestión; uso intensivo; Mendoza(Argentina).

Texto completo:

Sem título

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


 
_____________________________________________________________________

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
e-ISSN 2179-9784 (eletrônico)

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.

 

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

Os artigos aceitos e finalizados são publicados de forma contínua  organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um.
 
A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.
 
A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação.

DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.

Métricas

       

A Revista Águas Subterrâneas é filiada às seguintes Bases de Dados/Portais: 




 
Licença Creative Commons

Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.