ANÁLISIS COMPARATIVO DE LA VULNERABILIDAD DEL ACUÍFERO NORTE DE QUITO

Xavier Coello Rubio, Remigio Galárraga Sánchez

Resumo


El estudio de vulnerabilidad del acuífero norte de Quito, se desarrolló sobre la base
de información hidrometeorológica existente en la Empresa Metropolitana de Alcantarillado y Agua
Potable de Quito (EMAAP-Q), el Instituto Nacional de Meteorología e Hidrología (INAMHI) y en
la Escuela Politécnica Nacional (EPN), utilizando datos químicos, isotópicos, geológicos,
hidrogeológicos e hidrológicos. El área de estudio se halla delimitada desde el sector de El Labrador
al sur hasta la población de San Antonio de Pichincha al norte, al este se halla definido por el Horst
que separa el Valle de Quito con el de Guayllabamba y al Oeste por las partes bajas de los volcanes
Pichincha y Casitagua.
Para comprender la dinámica del acuífero, se modelaron las características físicas del mismo
y de esa forma sentar las bases sobre las cuales se desarrollarán los futuros modelos de transporte de
contaminantes, indispensable para el estudio de Análisis de Riesgo a la contaminación que deberá
realizarse posteriormente.
Sobre la base de la información recopilada y del modelo matemático desarrollado, se
obtuvieron los mapas de vulnerabilidad por medio de tres índices: DRASTIC, GODS y AVI, con la
ayuda del análisis espacial y del álgebra de mapas, para lo cual se utilizó el SIG ArcView®, y la
herramienta Spatial Analyst®, para efectos de compararlos entre sí y seleccionar el mejor método
para evaluar la vulnerabilidad de los acuíferos ubicados en zonas urbanas. Se desprende que la
metodología DRASTIC es el más adecuado para ambientes urbanos.

Palavras-chave


Modelación, contaminantes, vulnerabilidad, DRASTIC, GODS, AVI, GIS.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


 
A RAS teve que passar por uma
reestruturação do seu banco de dados,
caso seu LOGIN e SENHA NÃO MAIS FUNCIONEM,
por favor, CADASTRE-SE NOVAMENTE.
Desculpe pelo transtorno.
_____________________________________________________________________

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
e-ISSN 2179-9784 (eletrônico)

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.

 

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

Os artigos aceitos e finalizados são publicados de forma contínua  organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um.
 
A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.
 
A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação.

DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.

Métricas

       

A Revista Águas Subterrâneas é filiada às seguintes Bases de Dados/Portais: 




 
Licença Creative Commons

Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.