NOVAS HIPÓTESES SOBRE A ORIGEM DO FLÚOR NO SISTEMA AQÜÍFERO GUARANI NA DEPRESSÃO CENTRAL GAÚCHA, BRASIL

José Luiz Silvério da Silva, Ricardo César Aoki Hirata, Eder Lisandro de Moraes Flores, Valderi Luiz Dressler

Resumo


Este trabalho apresenta a ocorrência de 118 poços tubulares penetrantes no SAG, que
apresentaram concentrações de F- nas águas subterrâneas superiores ao VMP (0,9mg/L/RS),
distribuídos espacialmente na Depressão Periférica na borda da Bacia do Paraná. Cadastrou-se
ocorrências de F-, a partir de bancos de dados pré-existentes, apoiados trabalhos científicos e
coletas. Utilizou-se diversas técnicas petrográficas (microscopia óptica e MEV/ES), geoquímicas
(DRX, ICP/MS). A hidropirólise detalhou a concentração de F-, em diversos materiais geológicos.
Apresenta e discute uma série de hipóteses sobre a origem do F-, nas águas subterrâneas, apoiadas
na mineralogia e na geoquímica. Sugere como principal fonte de F- o processo de intemperização de
minerais oriundos granitóides, no processo de caolinização. A abertura de minerais micáceos
favoreceu a formação diagenética de argilominerais secundários do tipo ilitas, I/S e < caolinitas.
Mostra uma associação de concentrações relativas de flúor mais elevadas nas frações finas das
rochas sedimentares, argilosas possivelmente ligadas aos grupos OH-. Sugere que localmente ocorra
o enriquecimento do matriz de ossos de répteis fósseis 31.261,4 ppm F-. Sugere que os diques
básicos possam ter contribuído para a concentração relativa de F- ou no semi-confinamento local do
SAG, formando águas subterrâneas de elevada Força Iônica.

Palavras-chave


Flúor, hidropirólise, SAG, hipóteses

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


 
A RAS teve que passar por uma
reestruturação do seu banco de dados,
caso seu LOGIN e SENHA NÃO MAIS FUNCIONEM,
por favor, CADASTRE-SE NOVAMENTE.
Desculpe pelo transtorno.
_____________________________________________________________________

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
e-ISSN 2179-9784 (eletrônico)

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.

 

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

Os artigos aceitos e finalizados são publicados de forma contínua  organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um.
 
A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.
 
A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação.

DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.

Métricas

       

A Revista Águas Subterrâneas é filiada às seguintes Bases de Dados/Portais: 




 
Licença Creative Commons

Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.