A ÁGUA QUE CONSUMIMOS - MUNICÍPIO: AGUAÍ – SP

Ana Paola Gonçalves dos Santos Valias, Marco Antonio Roqueto, Ana Flávia de Carvalho, Cátia Monteiro Vulpini, Helder Esteves Thomé, Ligiane de Oliveira Leme, Lúcio Oliveira Leite Filho, Maria Adriana Machado Lobo e Silva

Resumo


A poluição do meio ambiente tem causado muita preocupação, pois o abastecimento
de água potável pode sair do estado de alerta para assumir papel crucial de sobrevivência. O
monitoramento da qualidade da água deve ser periódico, uma vez que o processo de contaminação
da fonte é dinâmico. Foram colhidas 148 amostras de água provenientes de poços rasos e nascentes,
de 74 propriedades rurais do município de Aguaí-SP, em duas épocas do ano de acordo com a
precipitação pluviométrica. A zona rural do município foi dividida em cinco regiões distintas de
acordo com o mapa oficial da Prefeitura Municipal. As amostras representativas da época chuvosa
foram colhidas entre setembro/outubro/2001 e as da época seca entre fevereiro/março/2002.
Realizou-se pesquisa dos microrganismos índices de contaminação em todas as amostras nas duas
épocas de colheita. De acordo com os resultados pode-se constatar um elevado número de
propriedades rurais com fontes de abastecimento de água fora dos Padrões higiênico – sanitários, a
variação da precipitação pluviométrica ao longo do ano influenciou nos índices de contaminação da
água e não houve diferenças significativas nos índices de contaminação microbiológica da água
entre os cinco setores do município.

Palavras-chave


água, qualidade microbiológica

Texto completo:

Sem título


_____________________________________________________________________

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes. Os artigos aceitos e finalizados são publicados em forma contínua e organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um. 

A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.

A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação. 


DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

  

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.
 

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
eISSN 2179-9784 (eletrônico)
ISSN 0101-7004 (impresso)

Filiada:
 

Licença Creative Commons
Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.


Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.