ÁGUAS SUBTERRÂNEAS E AGRONEGÓCIOS

Ricardo Hirata, Claudia Varnier

Resumo


No Brasil, as áreas atualmente cultivadas representam 55x106 ha, dos quais 120x106 ha poderiam ser mecanizadas e 32x106 ha, irrigáveis. Estima-se que o País conte, atualmente, com aproximadamente 3x106 ha de áreas irrigadas (5%), respondendo por 18% da produção agrícola. O uso dos recursos hídricos subterrâneos em sistemas agrícolas é uma opção vantajosa devido à capacidade de aliar perenidade, importantíssima quando se trata de irrigação, e excelente qualidade química natural das águas. No Brasil, esta utilização é ainda bastante restrita, motivada pela falta de conhecimento e de tradição de uso por parte do agricultor e pela carência de estudos e projetos concretos de viabilidade nesta área. Verificando-se a potencialidade de produção dos aquíferos em regiões onde os projetos de irrigação estão sendo implantados, ou mesmo, em áreas onde há fortes tendências de expansão da fronteira agrícola (como os cerrados), nota-se que os recursos hídricos subterrâneos poderiam suprir, total ou parcialmente, esta demanda. Nestas áreas as águas da grande maioria dos sistemas aquíferos apresentam excelentes qualidades químicas para todos os tipos de culturas comerciais, que incluem, baixa salinidade e baixa concentração de compostos tóxicos às plantas. Os problemas ambientais associados à atividade agrícola, incluindo a salinização de solos e das águas subterrâneas além a contaminação de aquíferos por pesticidas e nitrato podem ocorrer, embora poucos casos tenham sido reportados até o momento no País. É certo que estes problemas podem ser evitados se um correto manejo da cultura for efetuado. Embora os agroquímicos estejam recebendo grande atenção por parte dos ambientalistas, programas de monitoramento na América do Norte têm mostrado raros casos onde estas substâncias tenham contaminado os aquíferos.

Palavras-chave


águas subterrâneas, agricultura, irrigação

Texto completo:

PDF


_____________________________________________________________________

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes. Os artigos aceitos e finalizados são publicados em forma contínua e organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um. 

A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.

A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação. 


DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

  

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.
 

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
eISSN 2179-9784 (eletrônico)
ISSN 0101-7004 (impresso)

Filiada:
 

Licença Creative Commons
Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.


Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.