HIDROGEOLOGIA E ASPECTOS DA SALINIZAÇÃO DA PORÇÃO SUPERIOR DO AQUIFERO CARBONÁTICO JANDAÍRA NO RIO GRANDE DO NORTE-BRASIL

Paula Stein, José Braz Diniz Filho, Edeweis Rodrigues Carvalho Júnior, Germano Melo Júnior, Maria de Fátima Batista de Carvalho, Natalina Maria Tinoco Cabral, José Carlos Ribeiro Filho

Resumo


As áreas de estudo estão localizadas no setor norte da Bacia Potiguar, semi-árido do Rio Grande do Norte. As unidades estratigráficas aflorantes na área correspondem às rochas carbonáticas da Formação Jandaíra e, sobreposto, os sedimentos siliciclástica (Formação Barreiras e Tibau). Oscalcários constituem a principal unidade aqüífera da área. Os sedimentos siliciclásticos ocorrem predominantemente insaturados e constitui uma unidade de recepção e transferência vertical de águas de chuva, otimizando a recarga do sistema aqüífero inferior. O aqüífero Carbonáticoapresenta um sistema cárstico interligado, resultando num padrão regular de escoamento de águas subterrâneas, ligeiramente controlado pelo relevo. O fator climático é o principal responsável pela salinidade elevada observada na área. As áreas de Mossoró e Macau estão localizadas próximo à linha de costa e a salinidade das águas pode estar relacionada à presença do aerossol marinho. O aqüífero carbonático na área de Assú demonstra condições de águas mais associados aos processos de interação água-rocha.

Palavras-chave


aquífero cárstico, salinização, semi-árido

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


 
_____________________________________________________________________

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
e-ISSN 2179-9784 (eletrônico)

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.

 

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

Os artigos aceitos e finalizados são publicados de forma contínua  organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um.
 
A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.
 
A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação.

DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.

Métricas

       

A Revista Águas Subterrâneas é filiada às seguintes Bases de Dados/Portais: 




 
Licença Creative Commons

Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.