CICLAGEM DE CARBO O E DEGRADAÇÃO DE XE OBIÓTICOS EM SOLO RESIDUAL TROPICAL

Eurípedes do Amaral Vargas Jr., Franklin dos Santos Antunes, Geórgia Peixoto Bechara Mothé, Priscilla Lopes da Silva Guimarães, Amanda Fabiana Baião Fernando, Jean Rémy Davée Guimarães, Heitor Luiz da Costa Coutinho

Resumo


Processos microbianos em solos superficiais são extensamente estudados, visto seu papel na manutenção da fertilidade e da vida no planeta. Processos da zona vadosa de solos tropicais são menos conhecidos, e solos residuais brasileiros, que preservam a estrutura heterogênea da rochamãe, são diferentes dos solos sedimentares do hemisfério Norte, origem de grande parte da pesquisanessa área. A heterogeneidade solo residual jovem do estudo gera uma diferenciação na microbiota, relevante na ciclagem de nutrientes e na degradação do carbono natural e xenobiótico. O estado metabólico da microbiota, responsável pela ciclagem de carbono, permite monitorar a biodegradação; porém, ambiente e solo são determinantes na distribuição, composição e atividademicrobianas, evidenciando a necessidade de avaliar o solo como suporte para a microbiota. Diferentes capacidades degradadoras microbianas dependem da disponibilidade de nutrientes, água e oxigênio necessários para sua sobrevida. O estudo relaciona as características das feições de soloàs da microbiota, ligando biomassa e atividade microbianas com teor, disponibilidade e utilização do C, e com as características físico-químicas do solo. A feição arenosa, com menor atividade, menos C e água, suporta uma microbiota mais eficiente na assimilação do C, apresentando também melhor potencial degradador de óleo e gasolina.

Palavras-chave


solo residual, ciclagem de carbono, hidrocarbonetos de petróleo

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


 
A RAS teve que passar por uma
reestruturação do seu banco de dados,
caso seu LOGIN e SENHA NÃO MAIS FUNCIONEM,
por favor, CADASTRE-SE NOVAMENTE.
Desculpe pelo transtorno.
_____________________________________________________________________

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
e-ISSN 2179-9784 (eletrônico)

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.

 

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

Os artigos aceitos e finalizados são publicados de forma contínua  organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um.
 
A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.
 
A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação.

DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.

Métricas

       

A Revista Águas Subterrâneas é filiada às seguintes Bases de Dados/Portais: 




 
Licença Creative Commons

Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.