CARACTERIZAÇÃO HIDROQUÍMICA DO AQÜÍFERO GUARANI NA PORÇÃO CENTRO-NORTE DO ESTADO DO PARANÁ, BRASIL.

Ernani Francisco da Rosa Filho, André Virmond Lima Bittencourt, Eduardo Chemas Hindi, Ramon Aravena

Resumo


RESUMO
Embora muito se fale no potencial e na excelente qualidade das águas armazenadas no Sistema Aqüífero Guarani (SAG), variações espaciais significativas nas propriedades hidrogeológicas e hidroquímicas relaciodadas a feições geológicas e estruturais localizadas, podem ocasionar resultados negativos inesperados, tanto em termos de quantidade, como na qualidade da água captada. A classificação hidroquímica (considerando os íons predominantes) da água com base em dados de análises físico-químicas de doze amostras de água coletadas em poços que captam águas do SAG, situados na porção centro-norte do Estado do Paraná, e em zona de influência do Arco de Ponta Grossa, permitiu individualizar as seguintes famílias: bicarbonatada-cálcica (Cambará, Santa Amélia e Abatia); bicarbonatada-sódica (Londrina, Cornélio Procópio, e Bandeirantes); bicarbonatada-sódica com teor mais elevado de cálcio (Andirá); mista-sódica (Bandeirantes-Yara) e sulfatada-cloretada-sódica (Jardim Alegre). Algumas dessas famílias são resultantes de processos de evolução geoquímica causados pela migração da água através do aqüífero, enquanto outras (Jardim Alegre), podem ser interpretadas como resultado de um tempo de residência prolongado, relativamente às outras porções do aqüífero, por estar sendo captada em compartimento isolado, limitado por falhamentos e intrusões de diques de diabásio. A relação entre a qualidade e quantidade da água armazenada e a possibilidade de compartimentação do arcabouço do aqüífero deve ser levada em conta para não inviabilizar projetos de captação do SAG para fins de abastecimento público.

ABSTRACT Although there is a common sense about the water quality and quantity stored in the Guarani Aquifer System (GAS), the spatial variability of the aquifer hydrogeological and hydrochemical properties related to geological and structural features may lead to unexpected negative results in both, quality and quantity parameters. Chemical analysis data from twelve water samples collected from wells placed in center-north region of Paraná State and under the tectonic influence of Ponta Grossa Arch, indicates five water types in the aquifer, according to the ionic predominance, as follow: calcium-bicarbonate (Cambará, Santa Amélia and Abatia); sodium-bicarbonate (Londrina, Cornélio Procópio, and Bandeirantes); sodium-bicarbonate with higher sodium content (Andirá); sodium-mixed type (Bandeirantes-Yara) and sodium-sulfate-chloride (Jardim Alegre). Some of these water types result from the water hydrochemical evolution along regional flow path. Others can be attributed to long residence time, when compared to other portion of the GAS, being the water stored in a closed compartiment, limited by faults and diabase dykes, as Jardim Alegre case. The exploitation of the GAS must consider the possibility of such compartiments in order to avoid failures in water supply projects.

Palavras-chave


Sistema Aqüífero Guarani, Arco de Ponta Grossa, qualidade de água

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/ras.v19i1.1354

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


 
A RAS teve que passar por uma
reestruturação do seu banco de dados,
caso seu LOGIN e SENHA NÃO MAIS FUNCIONEM,
por favor, CADASTRE-SE NOVAMENTE.
Desculpe pelo transtorno.
_____________________________________________________________________

ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil
e-ISSN 2179-9784 (eletrônico)

É de LIVRE acesso a todos os interessados, gratuitamente.

 

A revista Águas Subterrâneas é uma publicação da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - ABAS - para divulgação de artigos científicos (originais e inéditos) sobre Hidrogeologia e outros temas pertinentes.

Os artigos aceitos e finalizados são publicados de forma contínua  organizados sob a numeração de um Volume anual subdividido em vários Números com até 10 artigos cada um.
 
A Revista Águas Subterrâneas é um periódico com classificação QUALIS Nacional e Internacional.
 
A Revista Águas Subterrâneas não cobra dos autores quaisquer taxas para submissão ou publicação.

DISCLAIMER: Os Suplementos de Anais (congressos e encontros técnicos) aqui presentes são publicados na Revista Águas Subterrâneas exclusivamente por um ato de gentileza dos editores. De forma semelhante, os Estudos de Caso e Notas Técnicas são publicados com a intenção de prover um espaço para divulgação de dados e estudos de interesse local, sem obrigação de ter uma contribuiçao científica. Seus artigos NÃO PODEM e NÃO DEVEM ser considerados como publicações deste periódico. NÃO foram submetidos a revisão pelos avaliadores da revista. NÃO são contemplados na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo é tão somente o de ampliar a divulgação destes anais, estudos de caso e notas técnicas. Além disso, nestes documentos não é necessária e não será apresentada a numeração sequencial de páginas, como é feito para os artigos científicos. Os anais de eventos devem ser citados como tal, sem referência a este periódico. A Revista Águas Subterrâneas não se responsabiliza pelo conteúdo publicado nessas seções. 

Todos aqueles que se cadastram na Revista Águas Subterrâneas tornam-se filiados da ABAS gratuitamente, podendo usufruir de descontos em eventos e material técnico. Por extensão, tornam-se também associados do Capítulo Brasileiro da Associação Internacional de Hidrogeólogos*, podendo também usufruir de descontos em eventos internacionais da IAH e outras ofertas. O acesso à revista é livre e independente do cadastramento

*Clique aqui para saber maiores detalhes e limitações dos filiados.

Métricas

       

A Revista Águas Subterrâneas é filiada às seguintes Bases de Dados/Portais: 




 
Licença Creative Commons

Revista Águas Subterrâneas está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.