ESTIMATIVA DA DIMINUIÇÃO DA ÁREA DE RECARGA DE UM AQUIFERO, COM O USO DE GEOTECNOLOGIAS: O CASO DA CIDADE DE RIO CLARO - SP

Lucimari Aparecida Franco Garcia Rossett, Jefferson Nascimento de Oliveira, Sergio dos Anjos Ferreira Pinto, Thiago Garcia da Silva Santim, Rodrigo Braga Moruzzi

Resumo


Com o crescimento da área urbana da cidade de Rio Claro, região central do Estado de São Paulo, tornou-se imperativo o uso de um ferramental de maior precisão para o controle e análise dos pedidos de outorga para o uso da água subterrânea. Este trabalho quantificou a alteração da taxa de recarga de uma sub-bacia urbana do município de Rio Claro. Essa quantificação, foi obtida utilizando-se planilhas de cadastro do uso e ocupação do solo, cartas temáticas do tipo de solo e geologia da área. As etapas do trabalho foram: obtenção de dados de uso e ocupação do solo, análise das informações
sobre a recarga e tipo de solo da área de estudo. O tratamento das informações com o SIG, proporcionou o desenvolvimento de uma ferramenta que possibilitará aos órgãos gestores, dos recursos hídricos, um caminho para tomadas de decisão quanto à urbanização futura do município.

Palavras-chave


SIG, recarga subterrânea, urbanização, Rio Claro

Texto completo:

PDF


ÁGUAS SUBTERRÂNEAS, São Paulo, Brasil - eISSN 2179-9784